István Orosz

István Orosz nasceu na Hungria em 1951. Estudou design gráfico na Universidade de Arte e Design de Budapeste. Assim que se formou, foi trabalhar no teatro, na parte de design de cenário, e também com animação.
Depois, passou a se interessar por pôsteres, se dedicando a criar peças para o teatro e cinema. Quando o cenário no Leste-europeu ficou complicado, ele também passou a fazer cartazes políticos. O designer usa técnicas tradicionais de impressão, como xilogravura e água-forte.
Ship of Fools (título original em alemão medieval: Dass Narrenschyff) é um livro de sátiras publicado em 1494 na Basiléia (Suíça) do escritor Sebastian Brant, um teólogo conservador alemão. São 112 sátiras breves e um epílogo. O livro é notável por ser o primeiro trabalho encomendado ao grande artista renascentista Albrecht Dürer. Grande parte do trabalho era crítica ao estado em que a Igreja se encontrava. A obra se tornou imediatamente popular, com seis edições autorizadas e sete edições piratas publicados antes de 1521.
O mestre do ilusionismo István Orosz foi o responsável pelas ilustrações para uma edição recente do livro. Ele produziu várias ilusões usando o crânio humano como base.
O artista criou em suas ilustrações intrigantes ilusões de ótica que escondem caveiras humanas em meio às cenas de seus desenhos. A presença dos horripilantes crânios fica bastante evidente em algumas construções, porém é um desafio encontrá-las em outras.
O trabalho de Orosz é tratado como sendo anamorfismos, que são definidos como obras de arte construídas pela junção meticulosa de imagens que distorce a atenção do olhar para as projeções medievais. Essas imagens só podem ser reconstituídas pelo observador quando olhadas com o auxílio de um aparelho especial ou a partir de um determinado ponto de claridade visual.
Assim que você encontra a perspectiva na qual se pode detectar a ossada, é praticamente impossível parar de vê-la. Se precisar de ajuda para enxergar suas obras, é só se afastar um pouco da tela.